O marketing jurídico como vertente da atitude que auxilia na ampliação e difusão da reputação do escritório

Com o crescimento do mercado e, consequentemente, com a chegada de novos concorrentes, um dos valores considerados mais importantes em uma empresa é sua credibilidade. Porém, para conquistá-la, é necessário um longo processo de estratégias e ações embasadas em transparência e fidelidade para com seus clientes.

Para o segmento de escritórios de advocacia, não é diferente, já que o mesmo, antes de tudo, precisa adquirir a total confiança de seus potenciais clientes. É neste quesito que o marketing jurídico mostra-se indispensável, com ferramentas que, além de destacarem o escritório no mercado, fazem com que esse seja visto pelo público como uma empresa apta em suas qualificações, excelência e confiabilidade.

Diante disso, surge a grande dúvida, como? É simples. Utilizando-se das mais diversas plataformas que a tecnologia nos proporciona, o marketing jurídico, respeitando sempre o Código de Ética estabelecido pela OAB, aumenta o engajamento com o público-alvo, proporciona, ao potencial cliente, o conhecimento de suas atividades, garante aos sócios a presença digital, divulga informações que podem ser de agrado do leitor e possibilita a coleta de feedback do público, auxiliando no aumento de autoridade do escritório no ramo que exerce.

Na era da tecnologia, onde há sempre a busca pelo meio mais rápido, prático e eficiente, o público está cada vez mais conectado às redes sociais, as quais tornaram-se um elemento difícil de ser ignorado pelo mercado empreendedor, pois, além de ser de extrema importância para qualquer empresa nos dias atuais como veículo de divulgação, elas agregam valor à reputação da mesma.

Além disso, é possível destacar dois pilares que fazem total diferença na gestão da imagem dentro do segmento analisado, sendo eles o networking ativo dos sócios, principalmente para boa imagem e identificação de oportunidades de negócios, e a responsabilidade social demonstrando comprometimento com a sociedade e justiça social.

Porém, de nada adianta prospectar e atrair os clientes para as redes sociais do escritório se os conteúdos ali postados, compartilhados e disponibilizados ao público não forem relevantes ou agregarem novas informações, tanto visualmente como em seu conteúdo.

Por conta deste fator, torna-se essencial a criação de um departamento de marketing, o qual será responsável por toda produção e implementação de conteúdo e artes, com o objetivo de elevar a imagem do escritório, transmitindo confiança e mantendo um relacionamento próximo e presente com seus seguidores e/ou clientes.

Todos estes elementos, atrelados à ética e em um trabalho de qualidade, elevam a reputação da empresa e garantem que o cliente em potencial sinta-se confortável e confiante em contratar os serviços.

Desse modo, evidente que, na atualidade, a boa estruturação das mídias sociais é um grande diferencial no mercado e possibilita um maior crescimento da empresa, bem como a preservação do público já alcançado, para tanto, imprescindível a presença de um profissional da área para elaborar o planejamento e atuações que melhor se adéquem às expectativas e limitações da empresa.

Artigo escrito pela Luiza Lotufo Carvalhais, responsável pelo marketing jurídico do escritório Pazzoto, Pisciotta & Belo Sociedade de Advogados.

Publicações mais recentes

Sócio do escritório conclui curso de "Fusões e Aquisições" na Fundação Getúlio Vargas - SP (FGV LAW)
Marcel Bortoluzzo Pazzoto